Inicial > Educação > Como perder o medo de dirigir

Como perder o medo de dirigir

por Felipe Castro
Como perder o medo de dirigir

O que parece ser um bicho de sete cabeças para que não sabe, é algo muito simples e prático. Para aprender Como perder o medo de dirigir é questão de costume, um exercício. Só se aprende de fato com insistência. Aos poucos, a insegurança dá lugar ao prazer de guiar um automóvel.

Lembre-se que pela regulamentação brasileira, apenas maiores de idade, ou de 16 anos com autorização dos responsáveis e outras exigências, têm autorização para tirar carteira de motorista.

Mesmo com habilitação em mãos, muitos ainda não conseguem perder o medo de dirigir. Normalmente, todas as dúvidas não são sanadas na auto-escola. Não se sinta um alienígena por isso, com certeza não é o único a passar por essa situação.

Abaixo, o Guia do Como dará algumas dicas básicas de como se aprender a dirigir com praticidade, bem objetivo. Para informações mais detalhadas e esclarecimentos mais complexos, indico o site do Instrutor especialista no assunto Fabiano Silva – Site Eu Quero Dirigir – onde ele tira todas as dúvidas sobre o assunto e fornece vídeo aulas e kits bastante elogiados por alunos e veículos de comunicação especializados, para auxiliar na aprendizagem e aperfeiçoamento na direção.

como perder o medo de dirigir

Vença o medo

Para os iniciantes, as coisas parecem ser bem mais complicadas do que realmente são. Vença seu medo, só se aprende de fato a dirigir praticando e encarando situações reais de trânsito.

Ambiente-se ao veículo

Primeiro passo (nunca se esqueça) coloque o cinto de segurança. Identifique os três pedais de um carro manual comum: esquerda é embreagem, meio é o freio e direita é o acelerador. Ajuste o banco conforme sua altura, para que seu pé esquerdo pressione completamente a embreagem.

Embreagem

A embreagem deve ser pressionada todas as vezes que uma marcha for passada. Ela permite que o carro fique estável, sem travar as engrenagens no momento da troca de marchas.

Partida

Para se ligar o carro de forma correta, solte o freio de mão, pressione a embreagem até o final e mova o câmbio para a posição de ponto morto ou neutra, onde nenhuma marcha está engatada.

Troca de marchas

Com o carro ligado, mantenha-se com o pé na embreagem até o máximo e engate a primeira marcha (acima à esquerda no câmbio). Para movimentar o veículo, solte lentamente a embreagem e sutilmente pressione o pedal do acelerador, em sincronia. Com o tempo, se pega o jeito para tal feito que mais parece uma tortura no começo. Para os iniciantes, é indicado soltar lentamente a embreagem até que o carro se mova e aí só depois pressionar o acelerador devagar. Se a embreagem for solta muito rapidamente, o carro irá morrer devido à rotação excessiva do motor.

Para cada troca de marcha, o processo deve ser repetido.

Função das marchas

Cada marcha tem uma função, muitas vezes ignoradas pelos iniciantes. A partir do momento que se acostuma com elas, sua vida no volante fica mais fácil.

R – Marcha ré

1ª – Usada no momento de arranque do carro e controle de balizas

2ª – A partir do momento que o carro atinge aproximadamente 20 km/h

3ª – A partir do momento que o carro atinge aproximadamente 30 km/h

4ª – A partir do momento que o carro atinge aproximadamente 60 km/h

5ª – Usada para rodovias e estradas

Normalmente, quando o motor chega à 3000 ou 4000 rotações por minuto, ele começa a roncar alto. Ao se habituar a esse som, saberá à hora exata de trocar de marcha.

Solte a embreagem e não deixe o pé apoiado na mesma quando estiver acelerando e com a marcha engatada. Isso pode causar danos rapidamente ao veículo.

Parar o veículo

Para parar o carro, retire o pé do pedal do acelerador e pise no freio. Quando sentir que o veículo está vibrando, normalmente com entre 10 e 15 km/h, pise totalmente na embreagem e coloque o câmbio no neutro, para evitar que o carro morra.

Essas são dicas básicas para se aprender a dirigir. Com a experiência de trânsito, certamente você ficará mais seguro e preparado. A partir do momento que dirigir se torna um hábito, automaticamente você aprende a fazer esses passos com naturalidade, apenas observando o barulho do motor ou com a passagem de tempo.

É como um namoro, com convivência, você e seu carro estarão íntimos. Além de necessidade, dirigir é uma terapia e algo muito natural.

Reportagem de como perder o medo de dirigir

como perder o medo de dirigir

You may also like

Deixe um Comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Saber mais